Desbranvado o misterioso mundo do café 1


Desvendando o mundo do café

Buscando saber mais

Minha mãe sempre gostou de café, e tinha que ser café forte, como aqueles feitos na cafeteira italiana. Na casa dela sempre se comprou as melhores marcas de café que tem no supermercado. Apesar de morarmos no litoral paulista, bem perto da Bolsa e Café de Santos, não tínhamos acesso a cafés diferentes.

Com o passar dos anos, adquirir o hábito de tomar pouco café no serviço para distrair um pouco e tentar achar a solução de alguns problemas, mas nunca fui fanática.

Em minha casa sempre tomamos café de coador, pelo menos duas vezes por dia, pela manhã e à tarde. Prefiro o meu com leite.

No decorrer da minha vida tive contato com cafés colombianos, achei muito diferente do que já havia provado, mas não sabia dizer o que era até que...

No início do ano minha irmã amante de café trouxe alguns café de Minas para minha mãe eu já tinha provado alguns, mas quando provei o café Fina Torra fiquei encantada.  Era um café saboroso sem o característico amargor dos café que costumava tomar. Dava para tomar sem açúcar e combinava ainda mais com o leite. 

Esse café apareceu na época que estava selecionando os itens a minha loja virtual então entrei em contato com a fazenda do fabricante e fechamos uma parceria onde eu forneceria esse café na Padocando.

Passei a consumi-lo em casa também e a buscar mais informações sobre ele . Nesta busca decobri um mundo a parte, o mundo do café e quero desvendá-lo com vocês, compartilhar minhas experiências e descobertas. Seja bem vindo ao maravilhoso mundo do café.

 

Quem sou eu...

Engenheira eletrônica por formação, vim de uma típica família de classe média evangélica do litoral paulista.

Depois de 9 anos na indústria de equipamentos médicos vi ao ser deligada da empresa, uma oportunidade de viver algo novo. Sem experiência em gestão de negócio, mas com muita vontade de aprender, resolvi empreender.

Comecei com a ideia de  assinatura de pães e lojinha virtual da Padocando

Buscando produtos para a lojinha virtual fui apresentada ao café gourmet Fina Torra e meu interesse por café só vem aumentando. 

Sou Sára Oliveira, aqui me nomeei Saroca, 37 anos, bem casada,  mãe de dois meninos, vou registar neste posts o que aprendi na busca de conhecimento sobre o café e te convido  a me seguir neste caminho...

 

O que é Café

A palavra "café" vem do árabe Kahoua ou Qahwa (o excitante) e designa:

  • o fruto do cafeeiro; bebida preparada por infusão de água quente com café torrado e moído, 
  • lugar público onde se tome café ou outras bebidas;
  • cor café, um marrom escuro que lembra o grão de café torrado. 

Aqui trataremos da bebida resultado dos grãos torrados do fruto do cafeeiro. O café é um estimulante, por possuir cafeína — geralmente 80 a 140 mg para cada 207 ml dependendo do método de preparação e  geralmente é servido quente, mas também pode ser consumido gelado.

A semente de café é na verdade o mesmo grão que dá origem ao café torrado.  As sementes se originam apenas dos frutos maduros (cereja), que em seguida são lavados, despolpados (retirada da casca e da polpa) e finalmente secos até atingir 15 a 20% de umidade, quando então estarão aptos para o semeio.

O café para o consumo necessita de ser torrado. 

Antes de torrados, os grãos são:

  • selecionados,
  • passam por triagem e
  • calibragem.

O processo de torra consiste na elevação progressiva e rápida da temperatura do grão , fazendo com que sua umidade interna chegue a 3%.  Para uma torra uniforme os grãos são mexidos continuamente. Esta fase é determinante na característica final da bebida, pois o grau de torra evidencia e/ou esconde muitas propriedades do grão.

Para cada cliente ou mercado consumidor, para cada tipo de café (variedade e preparo) há um grau de torra diferente. Esta é a marca registrada de cada empresa e seus diferentes produtos. Depois de torrado o café precisa passar por um processo de desgaseificação e, depois deste descanso, ele será moído ou apenas embalado (café em grãos) dependendo do tipo de utilização a que se destina.

Em alguns períodos da década de 1980, o café foi a segunda mercadoria mais negociada no mundo por valor monetário, atrás apenas do petróleo e hoje em dia ainda tem importância no mercado econômico brasileiro e  mundial.

Saroca.

Gostou? Teve dúvida?Deixe seu comentário.

Se não gostou, deixe sua crítica. Mostre o que achou.

Te vejo no próximo Post... 

Nos siga no histagram e facebook

Fonte de consulta:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Caf%C3%A9
http://revistacafeicultura.com.br/?mat=30398


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um pensamento em “Desbranvado o misterioso mundo do café

  • Talita Gracieth S Costa

    Sou Talita Gracieth, e gostaria de compartilhar um pouco da minha experiencia com café, fui criada com o habito de tomar café em casa, e quando comecei a trabalhar ganhei o habito de tomar o café preto puro ao longo do dia.
    Quando fui trabalhar na região de Franca, especificamente em Ibiraci/MG é que tive a oportunidade de conhecer novos cafés, em especial o arábica, eu fiquei fascinada com a qualidade e sabor, hoje estou muito “mal” acostumada, francamente eu não me habituo mais com os cafés convencionais que são comercializados nos mercados.
    Incentivo a todos a experimentar o café Torra Fina!